SOBRE A ARTE

SOBRE A ARTE

Harry Potter bate recordes no teatro

Harry Potter and the Cursed Child, a adaptação para teatro da mais recente aventura do mágico, conseguiu onze nomeações para os Olivier, os prémios do teatro britânico. Um recorde.

Depois do sucesso de Harry Potter nos livros e no cinema, confirma-se que o mágico também bate recordes nos palcos.


Nunca uma nova peça tinha sido nomeada tantas vezes.


Com tantas nomeações, entre as categorias a que peça concorre, tinha de estar a de melhor do ano, mas também a de melhor ator. E essas confirmam-se.


O enredo da peça passa-se 18 anos depois do mágico sair da escola de Hogwarts e é Jamie Parker que veste a pele de Harry Potter, adulto e pai de três filhos. Na mesma lista de candidatos ao Olivier de melhor ator estão o norte-americano Ed Harris, Tom Hollander e Ian McKellen.


Nos musicais o destaque vai para Groundhog Day que conta a história de um meteorologista que é enviado pela televisão para qual trabalha para cobrir as celebrações do Dia da Marmota, numa pequena localidade na Pensilvânia. Os problemas começam quando o homem se vê envolvido num ciclo temporal em que o mesmo dia se repete eternamente.


Tudo isto em formato musical.

Ainda sobre Harry Potter e a Criança Amaldiçoada Noma Dumezweni está nomeada para a categoria melhor atriz secundária, pela forma como protagoniza a adulta Hermione Granger e Anthony Boyle, que incarna Scorpius Malfoy é candidato a melhor ator secundário.


O encenador John Tiffany também se arrisca a levar para casa um Olivier. Depois há ainda nomeações para a melhor coreografia, música, guarda-roupa, efeitos especiais, iluminação e som.


Tudo isto, somado à fama de Harry Potter, levam a que não seja fácil encontrar um bilhete que permita a entrada no Teatro Palace, em Londres. No website a produção explica que até 29 de abril, do próximo ano, os bilhetes já estão esgotados.


EM DESTAQUE
ÚLTIMOS POSTS
CATEGORIAS
TAGS
Nenhum tag.
ARQUIVO