SOBRE A ARTE

SOBRE A ARTE

Cinco pinturas dedicadas à primavera


"Pomar na primavera" (1881)

As tenras pétalas das flores dos pomares prenunciam a chegada da primavera na Europa. Depois é a vez das amendoeiras e das cerejeiras, que colorem ruas inteiras. Aqui o pintor Alfred Sisley (1839-1899) eternizou na tela um pomar florido.


"Caminhada ao longo do Sena perto de Asnières" (1887)

Vincent van Gogh (1853 -1890) admirava o estilo impressionista de pintura de Sisley. Ele constantemente buscava novos cenários para os seus quadros, que de preferência pintava junto à natureza. Aqui Van Gogh retratou uma pessoa solitária caminhando nas margens do Sena.


"Primavera em Giverny" (1900)

Para o francês Claude Monet (1840 -1926), o despontar da primavera era a maior de todas as fontes de inspiração. No jardim e ao redor de sua casa em Giverny, ele desenvolveu seu mundo de cores e capturou nuances de luz com seus pincéis. Em seus dois ateliês, Monet podia pintar diretamente junto à natureza. São famosos seus grandes quadros com lírios d'água.


"A primavera" (1904)

Antes de se dedicar à pintura abstrata, o vanguardista russo Kazimir Malevitch (1879-1935) retratava a natureza. No início de sua carreira, o jovem pintor foi muito influenciado pelos impressionistas. Uma pintura de Monet o impressionou profundamente: "Pela primeira vez, eu vi os reflexos do céu azul cheios de luz, os puros tons transparentes", escreveu em 1904.


"Arbustos na primavera" (1925)

Paul Klee (1879 - 1940) foi um autodidata. Após ser rejeitado na Academia de Artes de Munique em 1898, ele viajou pelo mundo para ver obras artísticas de outros lugares. Especialmente pinturas de Vincent van Gogh e de Paul Cézanne o impressionaram. Mas ele tentou algo diferente, uma linguagem própria, em trabalho detalhista, como nesta obra.

#AlfredSisley #VanGogh #Monet #KazimirMalevitch #Klee

EM DESTAQUE
ÚLTIMOS POSTS
CATEGORIAS
TAGS
Nenhum tag.
ARQUIVO