SOBRE A ARTE

SOBRE A ARTE

Buenos Aires respira arte


Quando se fala da Argentina, em especial à capital Buenos Aires, o que vem à mente é o tango. Sem dúvida, a música e a dança daquele país latino atravessaram fronteiras e conquistaram o mundo. Com ares de Europa, Buenos Aires, porém, não se limita à manifestação artística. Arquitetura, artes plásticas, teatro e muitos outros elementos fazem a cidade atrair públicos que não dispensam entretenimentos de qualidade.


Os shows de tango agitam a capital portenha desde o século 19, quando foi criada. Se antes a música era comum nas periferias de Buenos Aires, hoje está bem disseminada em casas, como a Señor Tango e a Catedral do Tango, onde se pode assistir a apresentações e ter aulas da dança que expira sensualidade. A Esquina Carlos Gardel é outro ponto interessante para o turista ter contato com o ritmo portenho. Além dos shows, o espaço oferece bons serviços de bares e restaurantes.


O bairro preferido dos artistas, em Buenos Aires, é San Telmo, uma das áreas mais preservadas da cidade. As casas coloniais e as ruas de pedra dão à região atmosfera retrô e charmosa. Mas é no centro do bairro, mais especificamente na Plaza Dorrego, que a vida boêmia se encontra para frequentar os bares, cafés, antiquários e, é claro, mais shows de tango.


O teatro lírico tem seu espaço garantido no Teatro Colón, um dos mais importantes do mundo. Fundado em 1908, artistas clássicos como Ruffo, Feodor Chaliapin e Antonio Paoli subiram ao palco nos tempos áureos do teatro. Quando revitalizado, em 2008, depois de um longo período de decadência, o Cólon tem recebido grandes artistas como Mercedes Sosa e balés, como O Lago dos Cisnes.


Museus, como o Evita, em homenagem à Evita Perón, importante figura política portenha, o Bellas Artes e o Macba (Museo de ArteContemporáneo de Buenos Aires) são atração à parte. O mais famoso, porém, é o Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires, o Malba, espaço de conservação e estudo das obras de grandes artistas latinos. A famosa pintura Abaporu, da celebrada Tarsila do Amaral, está exposta no Malba, por exemplo.


O Museu de Belas Artes está localizado no bairro da Recoleta, famoso também pelo Cemitério da Recoleta, onde está o túmulo de Evita Perón. Lá também está sediada a Igreja Nossa Senhora de Pilar, que surpreende com a arquitetura colonial. Mas o mais peculiar no bairro é a grande escultura de aço em forma de flor, o Monumento Floralis Genérica, que abre e fecha as pétalas de tempos em tempos para deleite dos turistas.


La Boca é um dos cartões postais

E quem nunca se encantou pelos cartões postais com belas imagens do bairro La Boca? A região é formada por casas coloridas, construções localizadas na rua El Caminito. Artistas de rua e mais show de tango são grandes atrativos do bairro, mas quem preferir um programa diferente ligado ao futebol, o estádio La Bombonera, do time Boca Junior, é, sem dúvida, indispensável.


Puerto Madero é outro ponto para quem quer aproveitar a paisagem ou os badalados restaurantes e bares. O porto foi restaurado para melhor acolher visitantes, e de lá se tem belas vistas dos navios que chegam e dos prédios no entorno. A arte está presente também na região com a Puente de La Mujer, obra do arquiteto Santiago Calatrava. Inaugurada em 2001, a estrutura é admirada por girar 90° para permitir a passagem das embarcações.


Pontos turísticos como a Plaza de Mayo, que foi fundada em 1580, o Parque Palermo, ideal para esportes, e o Temaikén Zoo, onde se pode conhecer animais silvestres de regiões, como a Patagônia, concluem a programação que dá aos visitantes um bom panorama da história de Buenos Aires e das suas atuais atividades culturais. Para visitar a cidade o viajante pode procurar serviços de agências como a CVC, com pacotes a R$ 1,6 mil, ou viajar por conta com serviços do site Airbnb, que lista moradores da cidade que alugam quartos para turistas a preços acessíveis.


EM DESTAQUE
ÚLTIMOS POSTS
CATEGORIAS
TAGS
Nenhum tag.
ARQUIVO