SOBRE A ARTE

SOBRE A ARTE

Confira informações e curiosidades sobre a vida de Van Gogh


Nascido em 30 de março de 1853, na Holanda, Van Gogh iniciou as pinturas aos 27 anos. Para os primeiros quadros, o artista chamava colegas para atuarem como modelos, porque não tinha dinheiro suficiente para pagar pessoas para exercer essa função. Depois disso, passou a investir na pintura de flores, retratos autobiográficos e paisagens em geral, ainda por falta de verba.


Assim, para que você conheça mais sobre esse pintor, depois de 125 anos da sua morte, confira algumas curiosidades sobre a vida dele:


1 – Van Gogh teve um irmão com o mesmo nome

Vincent van Gogh não foi o primeiro filho de Anna Cornelia Carbentus e Theodorus van Gogh. Exatamente um ano antes de seu nascimento, sua mãe deu à luz a um menino que faleceu, homônimo ao pintor. Vincent acabou crescendo com esse legado, que muitos críticos afirmam ter refletido em suas obras. Ao todo, teve seis irmãos e irmãs, mas o relacionamento mais próximo foi com seu irmão Theo, que o sustentou por toda a vida com os rendimentos de seu trabalho como marchand na Galeria Goupil, ou seja, negociando obras de arte.


2 – A pintura não foi sua primeira vocação

Antes de ingressar no universo das artes, sua grande paixão, o jovem havia trabalhado como professor na Inglaterra, balconista em uma livraria e como pastor na Bélgica. Além disso, Vincent trabalhou como marchand e foi ele quem introduziu Theo ao ofício. Ao longo de sua vida, trocou cerca de 750 cartas com o irmão, contando sobre os acontecimentos do dia a dia e seu processo criativo. Esse material deu origem ao livro Vincent van Gogh – The Letters, publicado em 1914 por Johanna Van Gogh-bonger, cunhada do artista. Além das cartas com o irmão, a obra conta com correspondências entre Van Gogh e outras personalidades, como Paul Gauguin. O acervo pode ser conferido aqui.


3 – Ele era praticamente autodidata

Aos 24 anos, começou a ter aulas de pintura com Anton Mauve na Holanda. No entanto, eram informais e tinham curta duração. Com o passar dos anos, conheceu outros artistas e aprendeu um pouco com eles, mas no fundo, sempre criou muito mais um estilo próprio sozinho do que com a ajuda dessas pessoas. Entre as personalidades com quem teve contato, pode-se citar Paul Gauguin e Claude Monet.


4 – Em apenas 10 anos, ele produziu aproximadamente 900 obras

Vincent van Gogh foi um pintor altamente ativo que, além de todas as telas, criou mais de mil desenhos em papel. Uma das hipóteses para toda essa atividade é explicada pela ciência. O artista sofria de epilepsia do lobo temporal, uma condição que pode levar à necessidade contínua de escrever. Esse sintoma pode ter se manifestado no pintor, porém, transformado em impulsos frequentes para pintar ou desenhar. Embora tenha deixado um extenso legado para as artes, durante a sua vida, vendeu apenas uma obra: Vinhedo Vermelho, de 1888, tornando-se reconhecido apenas após sua morte.


5 – Sua obra “Noite Estrelada” explica conceitos da Física

As famosas pinceladas de Van Gogh, que para o crítico E.H. Gombrich “ajudam a comunicar a exaltação mental do artista”, são também uma forma de representar um complexo conceito da Física, o fluxo da dinâmica dos fluídos. Esse efeito está presente na obra Noite Estrelada, criada em 1889, pouco antes de sua morte. Considerada uma de suas obras primas, a tela foi pintada no hospital psiquiátrico Saint-Paul em Anvers-sur-Oise, na França, onde o pintor estava internado para tratar de seus problemas psicológicos.


6 – Van Gogh decepou a própria orelha O artista tinha uma amizade conturbada com Paul Gauguin desde o princípio. Ambos moraram juntos durante um período de tempo, na famosa Casa Amarela, em Arles, na França. No entanto, como Van Gogh tinha problemas psicológicos, um dia brigou com o amigo e o ameaçou com uma faca. Arrependido do seu ato, usou o mesmo instrumento para cortar um pedaço da própria orelha, quase provocando a sua morte, devido ao sangramento excessivo.


7 – Pintava a luz de velas Como várias das obras de Van Gogh foram concebidas de noite e ao ar livre, o pintor precisava encontrar uma forma de iluminar o local onde colocaria seus materiais. Assim, a estratégia selecionada foi colocar velas na aba do chapéu, porque dessa forma conseguia a luminosidade básica para poder criar.


A seguir, confira as obras mais importantes do artista:


- Autorretrato

- Autorretrato com a orelha cortada

- Quarto em Arles

- The Olive Picker

- Estrada com Cipreste e Estrela

- Noite Estrelada

- Vaso com Quinze Girassóis

#VanGogh

EM DESTAQUE
ÚLTIMOS POSTS
CATEGORIAS
TAGS
Nenhum tag.
ARQUIVO